Novo ConceitoResenhas

Resenha: Até eu Te Encontrar – Graciela Mayrink

ateeuteencontrar_thumb

alert1

ATE_EU_TE_ENCONTRAR_1377529243B

 

 

Título: Até eu Te Encontrar – Como você se sentiria se descobrisse que não gosta da sua alma gêmea?

Autora: Graciela Mayrink

Editora: Novo Conceito

Ano de (re)lançamento: 2013

N° de páginas: 384

3

Sinopse: O quanto uma mudança de cidade pode afetar uma vida? Você acredita em alma gêmea? Como você se sentiria se não gostasse do grande amor da sua vida? É o que Flávia vai descobrir ao deixar Lavras, onde mora com os tios desde o acidente que matou seus pais, quando era criança. Aos dezoito anos, ela decide estudar Agronomia na Universidade Federal de Viçosa, trocando o sul de Minas pela Zona da Mata do mesmo Estado na esperança de uma “mudança de ares”. Em sua nova vida, ela conhece Sônia, amiga de infância de sua mãe e agora sua vizinha, que lhe conta a história de sua família materna, até então desconhecida para Flávia. Embora o passado não seja sua maior preocupação, Flávia reluta em aceitar seu destino e ainda precisa superar uma paixão não correspondida pelo seu melhor amigo. Para se ver livre dessa rejeição, ela tenta atrair sua alma gêmea para Viçosa e descobre que o grande amor de sua vida é uma pessoa que ela não suporta.

RESENHA_

Bem, li esse livro a alguns anos atrás, quando ele foi lançado pela Vermelho Marinho e agora ele foi relançado pela Editora Novo Conceito.

Flávia é uma jovem de 18 anos que resolve sair da sua cidade em busca de novos ares, assim que chega em Viçosa conhece Felipe, eles se tornam bons amigos e ela acaba se apaixonando por ele, só que o Felipe não aquele tipo de cara pelo qual você se apaixona… ele é um galinha e a Flávia não demora muito a perceber isso, mas eles continuam envolvidos, até que surge um novo personagem nessa história, Flávia inicialmente o odeia, mas ai descobre que ele é a alma gêmea dela, o que ela ira fazer?

Quando li a sinopse rolou aquele “tcham”, aquela vontade insana de ler e talvez isso tenha atrapalhado a minha relação com a leitura. A forma como o livro é narrado é viciante, é inegável que a Mayrink sabe prender o leitor, mas é o preso de uma maneira errada por assim dizer, ela escreve de forma leve e fluída, mas o que ela escreve não é bom, pelo menos para mim não foi bom, ela começa o livro com uma linha de pensamento e quando ela começa a desenvolver isso tudo se perde. Vejam bem a sinopse é incrível e a premissa do livro também, mas quando ela resolve explicar e se aprofundar no assunto é broxante, a explicação, ao meu ver, foi totalmente falha, ela procurou tratar de um tema delicado de forma superficial para que o livro não tendesse para um outro lado e esse foi o pecado dela, creio que se ela tivesse se aprofundado no assunto o livro teria ficado fantástico.

Estou procurando escrever sem spoilers, mas a capa é um spoiler, então acredito que todos tenham entendido do estou falando, pelo menos eu espero que vocês estejam entendendo e não esteja ficando complexo demais, qualquer coisa deixem um comentário que tentarei explicar -q.

Um ponto que gostei no livro foram as descrições de locais, consegui me sentir dentro da UFV e da cidade de Viçosa, tem até alguns lugares que eu espero que existam para que eu possa visitar quando um dia me der a louca e eu resolver dar uma voltinha por lá -q.

De maneira geral recomendo a história, ela é bem tranquila, uma leitura filme da sessão da tarde e da para ser concluída em um dia. Os personagens são bacanas, apesar do Felipe ser um galinha, se ele quiser manter contato tipo assim tô disponível sabe? huehueheu. Ok, parei.

Eu não tenho muito para relatar sobre o livro porque tô com medo de dar mais spoilers do que a capa já da, então acho que por hoje é isso >< .

Alguém já leu? Pretende ler? Comentem pessoal >< hueh.

Beijão!

thalita_oliveira

Jaira Costa

Jaira Costa

Apaixonada por livros, ama música, chocólatra, viciada em séries. Calada, hiperativa, sincera, cheia de idéias na cabeça e com pouco tempo pra colocar elas no papel. Publicitária, futura escritora (escrevendo pra chegar ser uma de verdade). O resto você descobre aqui no blog.

Post anterior

TAG #7 - Chatice Literária

Próximo post

Série Transmutados – Vanessa Tourinho

5 Comments

  1. outubro 20, 2013 at 12:11 am — Responder

    Eu acho que não só a capa, mas a sinopse também dá um pouco de spoiler (eu acho, já que ainda não li o livro), mesmo sendo interessante, afinal foi a sinopse que me deixou com vontade de ler o livro.
    Uma pena que a autora se perdeu nessas explicações que você citou. Mas é bom saber porque assim eu leio sem grandes expectativas.
    Bjo

  2. outubro 20, 2013 at 10:46 pm — Responder

    Interessante, não sabia que o livro já havia sido lançado anteriormente por outra editora.
    Confesso que o livro não me interessou tanto. A capa é legal, mas não achei ela incrivelmente linda. A sinopse não me cativou nem um pouco, e agora após conhecer a história do livro um pouco mais detalhadamente, constatei que ela não me interessa nem um pouco.

  3. outubro 23, 2013 at 4:39 pm — Responder

    Curti a resenha.
    Devo ler em breve. Estou precisando mesmo de um livro tipo sessão da tarde!! Adorei este termo, rs.

    Bjkas

    Lelê Tapias
    http://topensandoemler.blogspot.com.br/

  4. outubro 25, 2013 at 3:21 am — Responder

    eu também li esse livro quando ele saiu na primeira edição, e gostei mais daquela capa, essa capa nova eu não gostei, achei que conta muito da história mesmo ¬¬ o enrendo é bem sessão da tarde, também achei.

    bjisss

  5. outubro 25, 2013 at 3:18 pm — Responder

    Poxa estou com ele aqui para ler! Achei a sinopse super interessante, mas como você disse que a autora se perdeu em alguns momentos, estou com receio de perder meu tempo nele. Vou colocá-lo para o final da fila!
    Beijinhos

    As Leituras da Mila

em resposta a:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *