Uncategorized

Resenha: Rose na Tempestade – Jon Katz

BeFunky_Rose na Tempestade.jpg

alert1

ROSE_NA_TEMPESTADE_1379513539P

 

Titulo: Rose na Tempestade

Autor: Jon Katz   

Editora: Novo Conceito

Nº de Páginas: 240

Ano de Lançamento: 2013

2

Sinopse: No meio de uma terrível nevasca, a cadelinha Rose insiste em dar conta de seu trabalho como pastora enquanto nos deixa a par de suas curiosas reflexões: onde está Katie, que ela nunca mais viu, embora seja capaz de sentir sua presença em todo lugar? Quem será aquele cachorro selvagem que parece seu amigo? Por que Carol, a mula, fica parada mesmo debaixo de toda a neve que cai? E onde foi parar Sam, que sumiu depois daquele barulho todo? Mas Rose não tem muito tempo para suas reflexões divertidas — e às vezes bem corretas. Agora ela deve voltar sua atenção para uma coisa muito mais séria: correr atrás de Sam, tentar encontrá-lo e, quem sabe, salvá-lo. No entanto, alguns perigos podem ser intransponíveis para uma cachorrinha…

RESENHA_

Eu fiquei curiosa pra ler esse livro, quando li que ele é narrado por uma cadelinha da raça border collie (que eu acho lindo) e claro eu amo livros, filmes com cachorros. Só por isso minha vontade de ler já era grande.

O livro conta a história da cadela Rose, que é uma mistura de pastor com border collie. Ela é a cadela do Sam, esta com ele desde pequena e agora com seis anos cuida das ovelhas da fazenda e tem uma ligação muito forte com seu dono.

rose 1

A narrativa é simples e fácil, os capítulos são curtos e isso é muito bom na hora de ler. O livro tem menos de 300 páginas, ou seja, dá pra ler em uma tarde (como eu fiz). Achei bem diferente, apesar de ser narrado em terceira pessoa o narrador dá ênfase nos pensamentos de Rose (nunca tinha lido algo assim) e gostei da cadelinha, gostaria de ter uma como ela (eu tenho uma, mas é diferente rsrssr).

A relação dela com o Sam é a coisa, mas bonita do livro, é forte, verdadeira, essa coisa de dono de cão, que se entende, se cuidam. Eu gostei dessa parte, achei tão bonito (sim sou uma manteiga derretida).

“Era nesses momentos que seus sentimentos por Rose cresciam com muita rapidez dentro de si, às vezes quase o oprimiam. Achou que ela conseguia na certa sentir o que ele não dizia: vamos resolver isso juntos.”

O amor, forte, dedicação, cuidado de Rose com os animais, com o Sam. Ela é digamos que a heroína da história. O autor é conhecido por escrever livros sobre animais e nesse ele escreve bem, que nos faz se sentir dentro do universo da Rose, da fazenda, dos seus donos de tudo.

“Sentia-se forte, cheia de vida.
E sentia-se, pela primeira vez na consciência, leve e livre.
E não solitária.”

A diagramação do livro é simples, mas bem bonita. Cada início de capitulo tem o desenho de uma cadelinha, a fonte é de um tamanho muito bom e facilita a leitura.

rose 2

O livro me deixou aquela sensação que daria perfeitamente um filme daqueles tipo Sessão da Tarde, no estilo Lassie. Indico pra quem gosta de animais, cachorro principalmente. É uma leitura fácil, que te faz vê como os bichos podem amar seus donos e que cachorro é mesmo o melhor amigo do homem.

Beijos para todos.

Fiquem bem. 

jaira_assinatura

Jaira Costa

Jaira Costa

Apaixonada por livros, ama música, chocólatra, viciada em séries. Calada, hiperativa, sincera, cheia de idéias na cabeça e com pouco tempo pra colocar elas no papel. Publicitária, futura escritora (escrevendo pra chegar ser uma de verdade). O resto você descobre aqui no blog.

Post anterior

Promoção 2 anos do blog Leitora Incomum

Próximo post

Lançamentos Harlequin: Segunda Quinzena de Novembro

15 Comments

  1. novembro 4, 2013 at 11:34 am — Responder

    Oi Jaira!
    Menina, este livro parece ser uma história comovente. Faz pouco que comprei este livro e pretendo ler ele logo.
    Essa capa é lindaaa né?

    Beijos*
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    • novembro 4, 2013 at 10:50 pm — Responder

      Oi, Van

      leia sim, é bem gostoso e como falei parece aqueles filmes de sessão da tarde. Pra quem gosta de cachorro é uma boa e fofa leitura. A capa é bem bonita mesmo.

      bjissss

  2. novembro 4, 2013 at 5:28 pm — Responder

    Que diferente ter como narrador a cachorrinha (mesmo que seja narrado só os seus pensamentos em terceira pessoa)!
    A história parece ser muito envolvente e parece retratar a relação do seu cão e dono de uma forma bem especial. =)
    A sinopse parece de um filme de sessão da tarde, uma forma perfeita de passar a tarde.

    • novembro 4, 2013 at 10:53 pm — Responder

      esse livro é mesmo um pra se ler em uma tarde, bem filme sessão da tarde como falei. rsrs achei bem bonita a relação da Rose e do Sam.

      bjiss

      obrigada pela visita

  3. novembro 4, 2013 at 9:05 pm — Responder

    A história me pareceu tão doce e uma daquelas lições, sabe?
    Não entendi ainda porque você deu nota 2, mas vamos que vamos rs.

    Estou sorteando DEZ livros em ritmo de Halloween, você poderá levar todos para casa.
    Participe!
    M&N | Desbrava(dores) de Livros

    • novembro 4, 2013 at 10:55 pm — Responder

      Oi, eu gostei do livro. achei bom e como aqui na classificação do blog (ao lado) 2 é bom, por isso dei dois livrinhos, rsrs achei bom e só, nada de oh maravilhoso….

      bjiss

      obrigada pela visita 😉

  4. novembro 4, 2013 at 11:25 pm — Responder

    Olá Jaira!
    Sou apaixonada por cachorros, mas não sei se leria esse livro :/
    Pela sua resenha, parece ser um livro muito simples, que não nos ensina nada… Como você mesma disse, não é algo ‘uou’, rsrs.
    Amei o marcador! rs
    Beijos,
    Ana M.
    http://addictiononbooks.blogspot.com.br/

  5. novembro 5, 2013 at 3:52 pm — Responder

    Que linda né?? Adorei a resenha. Gostei do livro, da narrativa principalmente.
    Realmente é um bom livro. Um drama gostosinho! Não é o livro que vai mudar sua vida, mas vai dar algumas horinhas de gostosuras caninas, rsrsrs.

    Bjkas

    Lelê Tapias
    http://topensandoemler.blogspot.com.br/

  6. novembro 6, 2013 at 6:54 pm — Responder

    Impossível não desejar este livro depois de ler sua resenha…E esse livro é parece ser indicado pra quem quer algo leve e com foco no relacionamento entre pessoas e seu bichinhos.
    Com certeza está na minha lista de desejados =)

  7. novembro 7, 2013 at 12:51 am — Responder

    Hey! Bom… Parece de fato ser um livro muito legal, mas, ao contrário de vc, nao curto muito historias com animais. Então por enquanto nao pretendo ler, mas talvez no futuro! Amei a resenha, bjos.

  8. novembro 7, 2013 at 3:36 am — Responder

    eu achei a capa desse livro tão bonita, adoro cachorro e pela sua resenha dá pra notar que é um livro gostoso de ler. E que fala do amor de um bicho pelo seu dono, e vice versa. o marcador é fofo 😉

    bjissss

  9. novembro 9, 2013 at 2:07 am — Responder

    A história parece ser realmente fofa e bonitinha. Ótima apar aqueles momentos de ressaca literária onde tudo o que você quer é uma leitura agradável, gostosa, sem grandes contrastes ou apegos mentais. Nunca li nada parecido; até Marley & Eu se difere pois no livro quem narra é o seu dono e nesse, mesmo a leitura sendo na 3ª pessoa, os pensamentos em destaque são os da cadela. Bem singular, por assim dizer…

  10. novembro 9, 2013 at 11:25 am — Responder

    Nossa que fofo um livro sendo narrado por uma cachorrinha!Amei!

    Nossa fiquei encantada com a resenha. Livros com animais eu adoro, nós amamos tanto que fazem parte da família!
    Eles morrem pela gente, como tive uma que não deixou uma cobra d’água, chegar perto da minha filha, essa minha cadelina é uma pit que tinha e morreu esse ano com 8 anos, nossa momento nostalgia, como sinto falta da Kira!

    Com certeza quero ler esse livro!

    Beijinhos
    As Leituras da Mila

  11. novembro 11, 2013 at 7:33 pm — Responder

    Já vi tantas resenhas positivas e negativas desse livro, que estou com uma enorme dúvida sobre ler ou não ler.
    Parece ser um livro até, mas estou tão cansada de chorar por causa do cachorro e parece filme de sessão da tarde mesmo! rs
    Beijos

  12. novembro 16, 2013 at 2:38 pm — Responder

    não acredito na irracionalidade animal, ao contrário os considero com uma incrivel inteligência! sua capacidade de amar e entender a gente é comovente!
    se eu ja queria o livro antes, depois dessa resenha estou pra la de apaixonada!
    felicidadeemlivros.blogspot.com.br

em resposta a:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *