Novo ConceitoResenhas

Resenha: Seis Coisas Impossíveis – Fiona Wood

9788581633251_alta.jpg.1000x1353_q85_crop grande

alert1

9788581633251.jpg.170x230_q85_crop

Titulo: Seis Coisas Impossíveis  

   Autora: Fiona Wood    

Nº de Páginas: 272

Editora: Novo Conceito

Ano de Lançamento: 2013

2

Sinopse: Dan Cereill levou um encontrão da vida: seu pai faliu, assumiu que é gay e separou-se de sua mãe, tudo de uma vez só. Enquanto isso, sua mãe recebeu de herança uma casa tombada pelo patrimônio histórico que cheira a xixi de cachorro, mas que não pode ser reformada… E, agora, Dan está vivendo em uma casa-relíquia que parece um chiqueiro, com uma mãe supertriste e sem conseguir falar com o pai — que ele ama muito. Suas únicas distrações são sua vizinha perfeita, Estelle, e uma lista de coisas impossíveis de fazer, como: 1. Beijar a garota. 2. Arrumar um emprego. 3. Dar uma animada na mãe. 4. Tentar não ser um nerd completo. 5. Falar com o pai quando ele liga. 6. Descobrir como ser bom e não sair abandonando os outros por aí… Mas impossível mesmo será: 1. Não torcer para que Dan supere seus problemas. 2. Não rir muito com os devaneios dele. 3. Não querer ter um cachorrinho como Howard. 4. Não desejar que a mãe de Dan encontre a felicidade. 5. Parar de ler este livro. 6. Não querer abraçar o livro depois de tê-lo terminado…

RESENHA_

Antes de começar a leitura desse livro eu já tinha em mente que seria algo despretensioso, mas pra divertir e passar o tempo. Não aquela leitura que vai mudar sua vida e tal. E foi exatamente isso que senti quando li é leve, simples, engraçado em algumas partes.

A história vai falar sobre o Dan um jovem que sua vida muda completamente, o pai faliu, assumiu que é gay, e se separou da mãe. Só por essas coisas dá pra perceber que a vida dele ficou digamos bem complicada.

O livro tem a narrativa fácil, rápida, os capítulos são curtos, tem menos de 300 páginas e dá pra ler em uma tarde. A autora tem um jeito leve de escrever, ri algumas vezes com o Dan principalmente quando o assunto é Estelle, aquele tipo de amor platônico, sei tudo da garota, mas nunca falei com ela. A narrativa é em primeira pessoa e isso ajuda muito na hora de entender o Dan, o que ele pensa, o que senti.

423323

Ele se muda com a mãe, para uma casa que é bem acabada. Muda de escola, de amigos, tem que aprender viver com todas essas coisas novas na vida. O jeito que a autora conduziu tudo eu achei bem interessante.

O Dan é diferente dos garotos de 15 anos, apesar de jovem ele não fez como a maioria faria, ele não fica sofrendo e se lamentando. Sim tenta ver o lado bom da coisa. Porque se esta ruim, ele tenta um jeito pra não ficar pior.

Eu gostei da mãe dele, apesar de achar ela um pouco apagada. Mas queria que tudo desse certo para ele e mãe. Coitados já passaram por tanta coisa ruim, que merecem ser pelo menos um pouco felizes.

Como falei não é aquele livro, que você termina de ler e pensa (ah mudou minha vida) é mais uma leitura, simples, sem muitas surpresas. A história de um garoto de 15 anos, suas descobertas, medos, fraquezas, sua vida em uma fase não muito boa. Eu gostei do Dan achei ele muito gente boa mesmo.

“- Bom, acho que a gente pode ver o copo meio cheio, não é?
– Isso só funciona quando há alguma coisa dentro do copo – retrucou. – Infelizmente, nosso copo está vazio.” pág 16

A diagramação do livro é simples, mas bonita. Gostei do verde da capa, as letras são de um tamanho bom e isso facilita a leitura.

fsdad

A autora foi feliz para seu primeiro livro. Diverti-me, gostei do final. Dan é um cara que eu gostaria de ter conhecido (se tivesse essa idade dele).

Indico o livro, para quem gosta de algo leve, rápido. Se você não é tão jovem, talvez não seja indicado pra quem gosta daquele tipo de leitura meio cabeça, mas vale a dica de uma leitura agradável.

Na parte de trás livro tem a lista das coisas impossíveis de não se fazer. E tem a (6. Não querer abraçar o livro depois de tê-lo terminado…) eu senti isso quando terminei, um livro fofo.

Beijos para todos.

Fiquem bem. 

jaira_assinatura

Jaira Costa

Jaira Costa

Apaixonada por livros, ama música, chocólatra, viciada em séries. Calada, hiperativa, sincera, cheia de idéias na cabeça e com pouco tempo pra colocar elas no papel. Publicitária, futura escritora (escrevendo pra chegar ser uma de verdade). O resto você descobre aqui no blog.

Post anterior

Novidades Editora Gente/Única

Próximo post

Na Minha Caixa de Correio #44

9 Comments

  1. novembro 11, 2013 at 9:57 pm — Responder

    Seis Coisas Impossíveis parece ser uma história bem leve de se ler.
    Adorei a capa, achei a sinopse Ok, mas não me cativou. Mas, talvez eu o leia mais futuramente.

  2. novembro 11, 2013 at 11:11 pm — Responder

    Que coisa mais fofa de livro ?????
    Já gostei do Dan, ele parece ser aquele cara nerd, fofo e super amigável, sabe? rsrs Confesso que também não achei que essa seria A Leitura Do Ano, mas quem não gosta de uma leitura leve e divertida, quando você termina um livro tenso ou que lhe enfadou aos montes? Eu super apoio esse tipo de livro que salva a minha ressaca literária rsrs

  3. novembro 12, 2013 at 2:36 am — Responder

    eu achei a capa desse livro bem simples mas bonita, e pelo que vc falou na resenha o Ben é uma graça e vou gostar de conhecer ele, meio nerd e ao mesmo tempo com um coração. já ta na minha lista de próximas leituras.

    bjiss

  4. novembro 12, 2013 at 3:02 am — Responder

    Já tinha lido uma resenha desse livro e fiquei com vontade de ler. Agora repito de novo que estou com mais vontade ainda de ler! Mesmo sendo mais juvenil, adoro livros engraçados, com ironia. E gosto de listas também, hehe. E eu gosto de livro leve assim, então eu devo ler sim 🙂
    Beijos

  5. novembro 13, 2013 at 8:29 pm — Responder

    Ele parece ser muito parecido com O Projeto Rosie, livro que eu amei!
    Adorei a sua resenha! Me deixou muito ansiosa pela leitura do livro, espero realizá-la logo 🙂
    Beijos,
    Ana M.
    http://addictiononbooks.blogspot.com.br/

  6. novembro 14, 2013 at 5:13 pm — Responder

    Desde o lançamento dele estava sem curiosa para ler sua resenha da historia e não me decepcionei , somente fiquei mais ansiosa para ler, pois gosto de livros assim ” leves”.
    Espero poder ler em breve!!
    Beijos?

  7. novembro 17, 2013 at 9:22 am — Responder

    Olá!

    As vezes é bom ler um livro leve, para descontrair. Quando ele foi lançado, sinceramente não fiquei com vontade nenhuma de ler. Essa é a primeira resenha que leio dele e me encantei com a história, ainda mais que tem aquela pitada de ironia!
    Parabéns pela resenha!

    Beijinhos
    As Leituras da Mila

  8. novembro 20, 2013 at 10:53 pm — Responder

    Eu já tinha falado por aí que achei o livro sem sal. Ele é bonitinho e tudo mais, mas sem grandes expectativas..

    Beijinhos

  9. novembro 30, 2013 at 12:23 pm — Responder

    Desde o lançamento desse livro eu estou looouca por ele. Achei lindo demais :3 Tanto a capa quanto a ideia do livro. Saber que é uma leitura leve só me faz o querer ainda mais. Me encantei pela sua resenha ^^

em resposta a:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *